Oikonomos, 2018

Inkjet print on photographic Ilford pearl paper 250 grams
100 x 100 cm
Edition of 3 + 2AP
Share on facebook
Share on twitter
Em Oikonomos, Edson Chagas (Luanda, 1977) dá continuidade a uma reflexão que, iniciada em 2011-2012, adquiriu novos contornos por volta de 2017. Tanto o recurso ao método serial na fotografia, como a decisão de manter algumas das suas séries em aberto e em processo revelam um aspecto fundamental da prática artística de Chagas. Trata-se da procura constante e minuciosamente atenta ao mundo em redor, do local ao continental e ao global, e por isso mesmo, também e sem contradição, desacelerada e introspectiva, vivencial e intuitiva, sem nunca abdicar do espaço e do tempo necessários à observação e à reflexão, à experiência e à experimentação, nomeadamente no que ao próprio meio da fotografia diz respeito, enquanto ponto de partida formal e conceptual para todos os demais sentidos que a sua obra indubitavelmente adquire. A fotografia, entendida e praticada de forma serial e expandida, subjectiva e não documental, permite-lhe tomar criticamente o pulso aos impactos que as dinâmicas sociais, económicas e políticas do capitalismo globalizado têm tido sobre os ritmos quotidianos das cidades do Norte e do Sul globais, cujos espaços e objectos escapam cada vez menos à total mercantilização, e cujas subjectividades se reduzem cada vez mais ao desagenciar alienante do consumo (ou do seu desejo). O artista incita-nos a um questionamento essencial, enquanto ponto de partida para a procura conjunta de outros modos de vida.
error: Content is protected!

Send an inquire

Oikonomos, 2018

Oikonomos, 2018

Thank you

You have been added to our mailing list.
 

This site uses cookies to improve user experience. By clicking “Accept”  you consent to our use of cookies. Click “Learn more” for information on how we use cookies and for our privacy policy.