marina camargo

marina camargo

obras

Marina Camargo, Mapa-mole (Atlântico Sul), 2020
Recorte em borracha, 150x240cm

Marina Camargo, Gravidade na Linha do Equador, 2015
Recortes em madeira pintados, Dimensões variáveis (aproximadamente 150x1000cm)
Coleção do Museu de Arte do Rio (MAR, Brasil)

Marina Camargo, Continentes dobrados (América do Sul), 2019
Escultura em latão, 42 x 42 x 10 cm

Marina Camargo, Ten nights this evening, 2017
Vídeo instalação na Igreja de St. Egidien (Nuremberg, Alemanha)
180 minutos, dimensões aproximadas: 2000 x 800 cm

Marina Camargo, Ao sul (abaixo da linha do Equador, 2015
Mapas dobrados 50x200cm / dimensões variáveis

bio

Marina Camargo (Brasil, 1980)

Marina Camargo em Maceió no Brasil. Estudou artes visuais na Akademie der Bildenden Künste München (Alemanha), é bacharel e mestre pelo Instituto de Artes da UFRGS (Porto Alegre – Brasil), e estudou Cultura Visual na Universitat de Barcelona (Espanha). 

O seu trabalho de Marina Camargo está baseado em pesquisas que se concretizam em desenhos, instalações, esculturas e vídeos. Marina explora uma noção de deslocamento no seu trabalho, tanto no sentido de um deslocamento físico quanto no sentido conceitual. A ideia de deslocar a percepção para além dos códigos e convenções está presente na sua prática artística de forma a provocar distúrbios numa ordem estabelecida.

A relação com espaços e lugares é fundamental para o pensamento da artista, sendo definida tanto pela dimensão da experiência vivida quanto através de sua representação: memória, migração, elementos da cultura material (imagens encontradas, arquivos), dimensão histórica da paisagem, a natureza construída /a naturalização de paisagens artificiais, são alguns dos temas que permeiam o seu trabalho. Os mapas, recorrentes em seu trabalho, também indicam uma relação direta com espaços e lugares. Há uma espécie de tradução envolvida no ato de mapear um espaço, na transformação de um espaço tridimensional numa representação bidimensional. Nesta tradução, ocorrem uma série de escolhas, distorções e pagamentos que revelam a presença de mecanismos de poder. Com seu trabalho, Marina Camargo altera não apenas a forma dos continentes e fronteiras, mas principalmente provoca distúrbios em narrativas estabelecidas.

A sua obra faz parte de diversas coleções incluindo:Museu de Arte do Rio (MAR), MARGS (Museu de Arte do Rio Grande do Sul), Centro Cultural São Paulo (CCSP), MAC-RS (Museu de Arte Contemporânea – Rio Grande do Sul), Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães (MAMAM), Casa de Cultura Mário Quintana, entre outras.

 

 

error: Content is protected!

Thank you

You have been added to our mailing list.
 

Send an inquire

This site uses cookies to improve user experience. By clicking “Accept”  you consent to our use of cookies. Click “Learn more” for information on how we use cookies and for our privacy policy.